Irá a Renault recuperar designações clássicas para os veículos elétricos?

13 Januar 2021 - turbo

Irá a Renault recuperar designações clássicas para os veículos elétricos?

A Renault poderá recuperar as designações clássicas de alguns modelos para a nova gama de veículos elétricos. Será que os míticos Renault 4L e Renault 5 irão regressar, mas como automóveis elétricos?

O novo CEO da Renault Luca de Meo está a ponderar recuperar as designações de alguns dos modelos mais vendidos da marca das décadas de ’60 a ’90, mas como veículos elétricos.

O CEO da Renault irá revelar a atualização do plano estratégico da marca no dia 14 de janeiro, que se irá focar nas gamas de produto em que irá apostar o fabricante automóvel, incluindo a recuperação de algumas designações clássicas.

Algumas fontes sugerem que Luca de Meo – que já admitiu que gostaria de aprofundar as raízes francesas da marca – irá revelar uma versão elétrica do pequeno 4L, um modelo muito popular no início da década de ’60.

A Renault também poderá recuperar versões elétricas de modelos da década de ’70 e ’80, baseadas no célebre Renault 5 ou no seu sucessor, o Super Cinco.

“Luca de Meo está muito focado nos produtos e o seu plano estratégico também estará”, referem fontes citadas pela Reuters.

Regressa o Super Cinco elétrico?

O Grupo Renault também estará a preparar o lançamento de três modelos para a a marca Alpine, além de criar identidades distintas para as marcas Dacia e Lada. O fabricante gaulês já referiu que irá apostar nos produtos mais rentáveis e no abandono de alguns mercados, invertendo a expansão global iniciada pelo antigo CEO Carlos Ghosh.

Isto significa que a Renault irá descontinuar alguns modelos que vendem pouco, como, por exemplo, o Talisman, mas nada ainda é oficial, exceto o desejo de Luca de Meo de “reduzir a gama de produtos e serviços da Renault em cerca de 30%”.