Obras de arte em movimento

1 Monat, 4 Wochen her - 2 Dezember 2022, motor24
Obras de arte em movimento
Um automóvel não é apenas um meio de transporte. É, também, uma obra de arte industrial.

Um artefacto concebido e desenhado por engenheiros e designers que são também artistas a seu modo, embora nem sempre sejam vistos assim. Respeitáveis museus de arte por acaso não expõem algumas de suas “obras”?Um automóvel é uma escultura composta por diferentes materiais conjugados – aço, plástico, vidro, alumínio, couro, borracha, cola, fibra de vidro – e reproduzida em série. Uma escultura cinética, dotada de vida própria quando se vira a chave da ignição, que ainda tem uma utilidade prática: nos leva do ponto A ao ponto B com conforto e em segurança.

Quantas obras de arte possuem tantas qualidades?

O automóvel é uma ferramenta de independência, privacidade e liberdade. Meio de transporte, ganha-pão, burro de carga, opção de lazer, abrigo contra as intempéries, escritório, símbolo de status para alguns, objecto de colecção para outros, bólido de competição para poucos, sonho de consumo para muitos.

Um dos poucos artefactos do mundo moderno que não se torna totalmente obsoleto com o correr do tempo, o automóvel pode adquirir valor com a idade. Afinal, um veículo antigo é um investimento. Quanto mais o tempo passa, mais cobiçado e valorizado torna-se. Com a vantagem de que ainda pode-se desfrutar deste “activo”.

O automóvel revolucionou a civilização no século XX e seguirá relevante no século XXI, a despeito do cerco à mobilidade individual em quase todo o mundo. Eléctrico, movido a biocombustíveis ou hidrogénio, cada vez mais digital, impessoal, talvez descartável ou até auténomo, o certo é que por muito tempo ainda se verá o automóvel – ou um sucedâneo muito semelhante – na paisagem urbana. Porque um veículo motorizado de quatro rodas, que pode nos levar a qualquer hora ao lugar que desejamos ir ainda é uma máquina indispensável. E, às vezes, uma obra de arte.

Irineu Guarnier Filho é brasileiro, jornalista especializado em agronegócios e vinhos, e um entusiasta do mundo automóvel. Trabalhou 16 anos num canal de televisão filiado à Rede Globo. Actualmente colabora com algumas publicações brasileiras, como a Plant Project e a Vinho Magazine. Como antigomobilista já escreveu sobre automóveis clássicos para blogues e revistas brasileiras, restaurou e coleccionou automóveis antigos.

Uunterstützen die Ukraine