40 anos do Opel Corsa: Uma história de sucesso

27 Avril 2022 - motor24

40 anos do Opel Corsa: Uma história de sucesso

Este ano a Opel celebra 160 anos e, ao mesmo tempo, um dos seus maiores bestsellers, o Opel Corsa está a celebrar o seu 40º aniversário.

O Opel Corsa revolucionou o segmento dos pequenos automóveis com a sua estreia em 1982 e hoje, na sua sexta geração, é mais procurado do que nunca. No ano passado, o actual Corsa foi o automóvel pequeno mais popular na Alemanha e o automóvel mais vendido no Reino Unido. O Opel Corsa-e, eléctrico alimentado a bateria, ganhou o “Volante de Ouro 2020” e já é, neste momento, responsável por cerca de um quarto das vendas do modelo Corsa.Mas para compreender plenamente a popularidade do Corsa desde a sua estreia em 1982, é primeiro necessário olhar para outro modelo de sucesso, o Opel Kadett, outro automóvel de pequenas dimensões, desenhado e concebido para levar a mobilidade a mais pessoas numa altura em que conduzir um automóvel era ainda um verdadeiro luxo.

Depois, ao longo das décadas, os clientes tornaram-se rapidamente mais perspicazes à medida que a sua prosperidade aumentava. Na segunda metade do século XX, o pequeno Kadett cresceu e tornou-se mais potente, aproximando-se da classe dos compactos com o lançamento de cada versão. Isto criou um espaço abaixo daquele que se tinha tornado o clássico modelo de acesso à gama de Rüsselsheim.

Por isso, era mais que tempo para lançar um automóvel novo e genuinamente pequeno, era tempo de lançar o Corsa. O novo modelo de pequenas dimensões saiu, pela primeira vez, da linha de produção no Outono de 1982, na recém-construída fábrica de automóveis em Saragoça, e iniciou imediatamente o seu caminho para se tornar num “bestseller” para a Opel. Até à data, 40 anos após o seu lançamento, são mais de 14 milhões as unidades que deixaram as fábricas, a maioria das quais produzidas em Saragoça e Eisenach.

Este sucesso deve-se em grande parte às inúmeras tecnologias de ponta que foram introduzidas nas várias gerações do Corsa e que anteriormente só estavam disponíveis em veículos de segmentos superiores. Estas incluem sistemas de segurança e assistência como o ABS e os airbags, bem como a câmara frontal com indicação da distância, o reconhecimento de sinais de trânsito e o assistente de manutenção na faixa de rodagem e ainda, mais recentemente, a iluminação adaptativa e anti encadeamento Intelli-Lux LED® Matrix. Agora, na sua sexta geração, o automóvel pequeno mais vendido mostra como está preparado para o futuro. Desde 2019 que está, também e pela primeira vez, disponível numa versão completamente livre de emissões de escape, num formato elétrico alimentado a bateria, o Opel Corsa-e. A história de sucesso do Opel Corsa pode ser descrita em seis actos.

Primeiro acto: Opel Corsa A (1982 a 1993)O Corsa A apresentava proporções compactas, contidas num curto comprimento de apenas 3,62 metros. Tinha guarda-lamas vincados e salientes, tal como um automóvel de ralis, e um coeficiente de arrasto excepcionalmente baixo de 0,36, o que era, possivelmente, um recorde no seu segmento. O designer responsável, Erhard Schnell, tinha criado um pequeno veículo desportivo, com linhas bem definidas e cinzeladas, destinado a apelar particularmente ao chamado “homem da casa”.

O ponto alto foi o Corsa GSi de 100cv, e foi também introduzida a propulsão Diesel. A gama de duas portas, em formatos hatchback e notchback, foi ampliada, em 1985, com a adição do popular modelo de cinco portas.

O Corsa A tornou-se um líder de vendas altamente aclamado com 3,1 milhões de unidades construídas.

Segundo acto: Opel Corsa B -(1993 a 2000)

Apesar do sucesso do primeiro Corsa, foi tomada em Rüsselsheim a decisão de posicionar o seu sucessor como um verdadeiro “queridinho” para o sexo feminino. A lenda do design da Opel, Hideo Kodama, lançou-se ao trabalho e criou um Corsa muito mais redondo e suave, com apelativos faróis circulares que encaixaram perfeitamente no seu visual atraente e mais juvenil. O Corsa B era dez centímetros mais longo e muito mais espaçoso por dentro do que o seu antecessor, ao mesmo tempo que também introduzia padrões de segurança mais elevados no seu segmento, incluindo a travagem ABS, proteção contra impactos laterais e airbags frontais.Para alguns mercados especiais, em conjunto com a versão hatchback, a Opel voltou a oferecer um notchback, bem como as variantes station wagon e pick-up. Os motores a gasolina já contavam com tecnologia como a injeção de combustível e catalisadores, enquanto o GSi contava com cabeça de 16 válvulas e a potência Diesel era agora associada à sobrealimentação.

O segundo Corsa teve sucesso em todo o mundo e as suas vendas ultrapassaram a marca dos quatro milhões.

Terceiro acto: Opel Corsa C (2000 a 2006)

Sob o espírito de não mexer numa equipa vencedora, Hideo Kodama foi novamente convidado a desenhar a silhueta do Corsa C. O estilo foi conscientemente orientado para o do seu antecessor de sucesso. O Corsa cresceu mais dez centímetros em comprimento e assumiu uma postura mais ampla, com uma distância entre eixos mais longa, o que aumentou consideravelmente o espaço interior. Pela primeira vez, a carroçaria foi totalmente galvanizada.

Os sofisticados motores a gasolina ECOTEC com quatro válvulas por cilindro e os novos motores turbo Diesel de injeção directa asseguraram a potência, um baixo consumo de combustível e valores de emissões mais reduzidos, uma vez que todas as variantes já cumpriam as normas de emissão Euro 4.O Corsa C também se tornou uma estrela ao nível do seu desempenho comercial, pois venderam-se dois milhões de unidades.

Quarto acto: Opel Corsa D (2006 a 2014)

A partir deste ponto as versões de três e cinco portas seguiram caminhos separados. O Corsa de três portas assumiu um estilo único, assemelhando-se a um coupé e destinava-se a clientes mais desportivos, tal como o original Corsa A. Já a variante de cinco portas tornava-se num completo e espaçoso automóvel familiar. O Corsa D ainda tinha menos de quatro metros de comprimento, ainda que tenha crescido para exatamente 3,999 metros.

Com a tecnologia ecoFLEX da Opel, o Corsa passou a contar com sistemas Start/Stop economizadores de combustível e com motores altamente eficientes. A versão 1.3 CDTI ecoFLEX consumia apenas 3,3 litros aos 100 km durante o ciclo combinado e emitia apenas 88g/km de CO2 (de acordo com o ciclo NEDC).

A quarta geração do Corsa vendeu mais de 2,9 milhões de unidades.Quinto acto: Opel Corsa E (2014 a 2019)

Dinâmico, prático e elegante, o Corsa E foi, também, um “bestseller”, com cerca de 1,3 milhões de unidades vendidas, numa quinta geração também ela construída nas fábricas Opel de Saragoça e Eisenach. Pela primeira vez, a pequena estrela ultrapassa a marca dos quatro metros, oferecendo um conforto elevado e tecnologias de ponta num comprimento de apenas 4,02 metros.

O volante aquecido, o aquecimento dos bancos e o controlo automático da climatização estavam, naturalmente, disponíveis, assim como a câmara frontal com indicador de distância, o reconhecimento de sinais de trânsito e assistência à manutenção na faixa de rodagem. Os condutores do Corsa passaram a estar conectados através dos sistemas de infotainment IntelliLink compatíveis com Apple CarPlay e Android Auto, incluindo um ecrã tátil a cores de sete polegadas.

O modelo desportivo topo de gama foi, inicialmente, o Corsa OPC com motor de 207cv e, mais tarde, também o Corsa GSi com 150cv.

Sexto acto: Versão eléctrica do Opel Corsa F introduzida em 2019

A Opel está devidamente preparada para futuros desafios com o sexto Corsa da história. A mais recente geração do seu utilitário, que celebrou a sua estreia mundial no Salão Automóvel Internacional de Frankfurt de 2019, está também disponível numa versão puramente eléctrica, sem emissões, para todos, pela primeira vez.

Um verdadeiro destaque é, também, a iluminação adaptativa, anti encadeamento, Intelli-Lux LED® Matrix que a Opel também oferece pela primeira vez no segmento de automóveis pequenos como o Corsa actual. Além disso, estão disponíveis inúmeros sistemas de assistência de última geração, tais como o alerta de colisão frontal com travagem automática de emergência e deteção de peões, bem como o regulador adaptativo de velocidade baseado em radar, que tornam a condução ainda mais segura e descontraída.

Com um comprimento de 4,06 metros, o comportamento do Corsa de cinco lugares, a sua configuração clara e a sua praticidade continuam a ser exemplares. A linha de tejadilho do tipo coupé é 48 milímetros mais baixa do que a do seu antecessor, sem qualquer prejuízo para o espaço disponível em altura. O condutor senta-se 28 milímetros mais baixo. O baixo centro de gravidade beneficia o desempenho de condução e o comportamento em estrada.

O mais recente Corsa é mais directo e dinâmico, garantindo uma maior diversão ao volante. Com esta receita de sucesso, o pequeno automóvel da marca do relâmpago tornou-se, uma vez mais, o utilitário mais popular e o modelo mais vendido em países como a Alemanha e a Grã-Bretanha, respectivamente.

O “bestseller” eléctrico alimentado a bateria está a provar o seu efeito electrizante junto do público de várias formas. Na Alemanha, o Corsa-e venceu o “Volante de Ouro 2020” e na sua versão de competição, um Corsa-e Rally modificado, está a demonstrar nos desportos motorizados como o desempenho de topo e a compatibilidade ambiental podem ser combinados.

Com o seu automóvel pequeno sem emissões, a Opel é o primeiro fabricante a desenvolver um veículo de rali eléctrico alimentado a bateria e que tem competido, desde 2021, na ADAC Opel e-Rally Cup, a primeira taça de ralis monomarca para veículos eléctricos do mundo, apontando, assim, ao futuro desta disciplina.

Nouvelles par Tags

alfa romeoAlfa Romeo 8CAlfa Romeo GiuliaAlfa Romeo GiuliettaAncêtresaston martinAston Martin DB5auctionaudiauktionAustinbarn findBelgiumbentleybikebikesBMWBMW 507BMW M1BonhamsBrazilbugattiBuickbuying guidecadillaccamperCanadacar buying guidecar collectioncelebritiescelebritychevroletChevrolet Bel AirChevrolet Camarochevrolet corvetteChevrolet ImpalaChryslerCitroenCitroen 2CVCitroen DSclassicclassic carclassic car showcollectioncoronaviruscustom carDatsunDe TomasoDelahayeDeLoreanDeutschlandDKWdodgeDodge Chargerdrag raceelectricEuropeevexpoFerrariFerrari 250 GTOFerrari DinoFerrari TestarossaFFVEfiatfordFord BroncoFord CapriFord Model Tford mustangFord ShelbyFord SierraFord ThunderbirdFranceGermanyH-KennzeichenHarley-DavidsonhistoryhondaHorchhot rodhow toItalyjaguarjaguar e-typejames bondJapanJay LenoJeepJeep WranglerklassicKlassikLamborghiniLamborghini CountachLamborghini MiuralanciaLancia DeltaLand RoverLINCOLNLincoln ContinentalLondonLotusmaseratimazdaMcLarenMecredesmercedesMercedes 300slMercedes SLMercedes-BenzMercuryMercury CougarMGMiniMontereyMorganMorrismotorcyclemotorsportmoviesMuscle CarmuseummustangnissanNortonOldsmobileOldtimerOpelOpel CorsaOsenatÖsterreichParisPebble BeachpeugeotPeugeot 504PlymouthPlymouth BarracudaPolandPontiacporschePorsche 356Porsche 911Porsche 914Porsche TargaPortugalPSArallyRange RoverRenaultRenault 4Renault 5replicarestomodrestorationretromobileRM Sotheby'sRM Sotheby’srolls-royceRolls-Royce Silver ShadowRoverRussiaSaabsalonSalon RétromobileseatSEMAShelbyshelby cobrashowSkodaSotheby’sSpainspare partsStudebakersubarusupercarsSuzukitoyotaToyota Land CruiserTrabantTriumphtuningUKUnited StatesusUSAVolkswagenVolkswagen BeetleVolvoVolvo AmazonVolvo p1800vwVW BeetleWartburgWILLYSYoungtimerZAZаукционЗапорожецколлекцияУкраина