RM Sotheby’s leiloa o único Chevrolet Corvette ZL-1 Convertible

il y a 4 semaines, 1 jour - 5 Janvier 2023, motor24
RM Sotheby’s leiloa o único Chevrolet Corvette ZL-1 Convertible
Disponível apenas para o ano de 1969, o Chevrolet Corvette ZL-1 era a versão de homologação mais cara e mais potente do modelo, situando-se acima do Corvette L88.

Na verdade, esta versão nunca teve o intuito de ser vendida ao público. Por ser um modelo de homologação, não estava disponível com ar condicionado, nem com ventilação sequer, assim como rádio, vidros eléctricos nem direcção assistida.Estava equipado com o motor L88 V8 427 big-block totalmente construído em alumínio de 7,0 litros de cilindrada derivado da competição Can-Am, capaz de desenvolver 460cv, tornando-o no automóvel de produção mais potente do mundo na época.

Devido ao seu elevado preço, apenas três exemplares foram produzidos, sendo que apenas um é descapotável, o exemplar presente neste artigo pintado na cor Monaco Orange. O seu primeiro proprietário teve-o na sua posse de 30 de Dezembro de 1968 até 2007, altura em que vendeu ao segundo proprietário, que o mantém até aos dias de hoje.

Este exemplar tem ainda a particularidade de ter um motor raro, pois quando este automóvel foi terminado, o motor ainda não estava totalmente desenvolvido e, dessa forma, este tem diferenças no desenho das câmaras de combustão, sendo por isso um motor de pré-produção. Acoplado ao motor está uma caixa automática M40, que envia a potência para as rodas traseiras através de um diferencial autoblocante Positraction.

No dia 26 de Janeiro, a RM Sotheby’s irá levar este raro Corvette a leilão, num evento organizado no Arizona, tornando-se numa oportunidade única para adquirir este exemplar, visto que desde 1991 que nenhum dos Chevrolet Corvette ZL-1 aparece à venda. A sua estimativa de venda situa-se entre os 2,6 e os três milhões de dólares, qualquer coisa como 2,4 a 2,8 milhões de euros. Caso estes valores sejam atingidos, este é dos Corvette mais caros de sempre a ser vendido em leilão.

Soutenons l'Ukraine