Impala 67: famoso americano de motor V8, até 425 cavalos de série!

14 июля 2018 - noticiasautomotivas

Impala 67: famoso americano de motor V8, até 425 cavalos de série!

O Impala 67 é uma das versões mais memoráveis de um dos modelos mais famosos da gama Chevrolet.

O Impala fez um enorme sucesso não só neste ano, mas em todos desde sua primeira geração lançada em 1956. Vendido atualmente com sedan topo de linha da gama da Chevrolet nos Estados Unidos, o Impala coleciona várias histórias, versões e gerações.

O Impala 67

A geração a respeito da qual falamos aqui é a quarta, lançada em 1965, com facelift apresentado em 1967.

O Impala 67 foi totalmente refeito, se comparado com o modelo de início da quarta geração apresentado em 1965. Dotado de um estilo chamado "garrafa de Coca-Cola" o Impala 67, tinha para lamas mais proeminentes, e forte inspiração na sensação da Chevrolet, o Corvette.

Novos itens de segurança foram aplicados no modelo, o que resultou em maior segurança para os passageiros. Uma nova coluna de direção foi adicionada neste ano, o que garantia uma absorção de impacto muito maior do que o presente no modelo de 1965.

Impala SS

No mesmo ano, o Impala ganhava uma versão esportiva chamada SS, versão de mesmo nome tendo sido aplicada no Opala vendido aqui no Brasil.

Com pequenas diferenças estéticas em relação ao modelo comum, o Impala SS 67 tinha como um dos seus atributos estéticos, uma faixa preta, que ganhava a inscrição SS. O modelo também chegou a ser usado como carro de polícia nas versões normais, que era extremamente valente para perseguir os bandidos do final dos anos 60.

O Impala 67 estreava em um novo chassi e apresentava um perfil lateral sem coluna com janelas de ventilação na frente.

Além disso, a Chevrolet lançou um novo sedã de capota rígida, chamado de Impala Caprice, modelo de quatro portas com estofamento exclusivo e detalhes em madeira no interior que era extremamente luxuoso para a época.

A Chevrolet retirou o motor 409 V8, substituindo-o por um novo Mark IV 396 V8, que acoplou a uma nova transmissão automática Turbo Hydramatic 350.

O Impala SS de 1967 era menos decorado que outros Impalas.

A versão Super Sport tinha detalhes na grade preta e molduras com laterais pretas no lado do corpo e nas laterais do para choque traseiro.

Os compradores podiam escolher entre bancos com forração de vinil com console central ou um assento único com apoio de braço central dobrável.

Detalhes das rodas de série eram as mesmas que as opcionais em outros Chevrolets maiores. Os centros das rodas traziam o logotipo SS cercado por anel de três cores de vermelho, branco e azul. AS nomenclaturas "Chevrolet" e "Impala" da carroceria, foram substituídas por emblemas com os dizeres "Impala SS".

Motores ainda mais potentes

Dos 76.055 mil modelos do Chevrolet Impala SS construídos, apenas 2.124 foram encomendados com o RPO Z24, um pacote de desempenho especial que incluía suspensão mais esportiva e outros recursos de desempenho, que poderiam gerar até 390 cavalos de potência.

Um novo motor V8, também estava disponível para o modelo. Assim como um pacote de acabamento especial que substituiu os emblemas "Impala SS" por novos emblemas "SS427", que ficavam bem-dispostos na grade dianteira e na parte traseira.

Nenhum desses carros tinha o nome "Impala" impresso em qualquer parte do corpo ou do interior, e a Chevrolet costumava comercializá-los como apenas como "Chevrolet SS427″, com isso nome "Impala", foi deixado de lado na versão esportiva.

O pacote Z24 também incluía um capô especial com entrada cromada falsa. Apenas cerca de 400 Super Sports tinham um motor de seis cilindros de 1967 a 1968, 390 cavalos de potência e em 1969, ou L72 com 425 cavalos de potência.

As insígnias especiais SS427 não ficavam restritas apena ao Impala de 1967, a sigla também poderia ser encontrada em outros modelos da gama Chevrolet, como o Chevelle SS396, e Plymouth Road Runner.

Um novo painel também era disponibilizado para o Impala 67 de 4ª geração. Com seu enorme volante de aro fino, e 7 mostradores no seu painel retangular, o Impala esbanjava luxo e conforto para todos os seus passageiros. Uma nova alavanca de câmbio, estava disponível no modelo de 1967.

Se até na 4ª geração, ele ficava na coluna de direção, agora ele ficava ao alcance das mãos no console do painel. Seu interior, poderia ainda receber uma forração inteira em couro, o que deixava o ambiente ainda mais luxuoso e confortável.

Os modelos eram extremamente grandes, seguindo a escola americana de quanto maior, melhor.

Com cerca de 5,42 metros de comprimento, 3,02 de entre eixos, 2,02 de largura e 1,40 de altura, o Impala realmente era um "carrão". E como na época os Estados Unidos ainda não estavam sofrendo com a crise do petróleo, ter carros com essas dimensões e enormes tanques de combustível, eram sinônimo de prosperidade e de uma condição financeira alta.

O que não se repetiu nos anos seguintes, graças a crise do petróleo, guerras e outros fatores que fizeram com que as vendas do Impalas sofressem certa queda, devido agora ao seu tamanho extremamente descomunal e alto consumo de combustível.

Disponível nas carrocerias, conversível, hardtop Coupe, Coupe e sedan, o Impala 67, esbanjava luxo e sofisticação em qualquer carroceria. As carrocerias coupe e conversível, não tinham a coluna B, o que deixava o visual ainda mais agressivo e exclusivo.

Quando o modelo conversível ficava de capota baixada, ele podia confortavelmente comportar quatro pessoas dentro de seu interior.

E se 4 pessoas ficavam bem acomodadas na versão conversível, o mesmo era aplicado na versão sedan, que tinha ainda o conforto das quatro portas, o que facilitava e muito o acesso dos passageiros ao aconchegante interior do veículo.

Presente em inúmeros seriados, filmes e programas de televisão, o Impala 67 ainda tem seu público cativo, que busca modelos dessa época para poder restaurar para poder reviver seus dias de glória.

Com restaurações e preparações dos mais diversos estilos, que podem ir de colocar enormes rodas de até 32 polegadas, até a transplantar motores modernos como os do Camaro Z71 ou até mesmo do Corvette, para se obter um ganho absurdo de potência.

Com novos motores e potências atualizadas, inúmeros Impalas 1967 rodam pelas estradas dos Estados Unidos ainda e provam que assim como o vinho, quanto mais velho, melhor fica.